Cabeçalho

Menu Adicional

Publicidade

Destaque 02

Mostrando postagens com marcador Brasil. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Brasil. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 25 de junho de 2020

Brasil assume primeiro lugar em número de recuperados de Covid-19

Recuperados de Covid-19
O Brasil ultrapassou os Estados Unidos e se tornou o país com maior número de pessoas recuperadas de Covid-19 no mundo, informa a Universidade Johns Hopkins, que tem monitorado a pandemia do Novo Coronavírus em parceria com órgãos equivalentes ao Ministério da Saúde em todos os países. O painel da Johns Hopkins mostra, no momento da reportagem, que o Brasil contabiliza 660.469 pacientes recuperados, enquanto os Estados Unidos somam 656.161. A Rússia está em terceiro lugar e registra 374.557 pessoas que foram contaminadas, mas não apresentam mais sintomas da doença. Lançado em 22 de janeiro de 2020, o painel dinâmico mantido pela universidade recebe dados médicos de todos os 188 países signatários da Organização Mundial da Saúde (OMS) e de vários centros secundários de atendimento médico. Os números são atualizados constantemente. “A disponibilidade de dados epidemiológicos precisos e robustos em uma epidemia é um guia importante para decisões sobre saúde pública. O arquivamento consistente de informações é importante para entender a transmissibilidade, o risco de alastramento geográfico, as rotas de transmissão e os fatores de risco”, afirma o artigo científico que explica o funcionamento da ferramenta, publicado na revista médico-científica britânica The Lancet. (Vinny Publicidade com foto - divulgação e informações são da Agência Brasil).

quinta-feira, 11 de junho de 2020

Brasil registra mais de 325,3 mil recuperados do Coronavírus

Recuperados do Coronavírus no Brasil
O Brasil registrou, na quarta-feira (10/06), o total de 325.395 casos de pessoas recuperadas do Coronavírus. As informações foram atualizadas às 18h30min e foram repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todo o país. O Ministério da Saúde checou os dados e consolidou todas as informações, que já estão publicadas nos sistemas oficiais e plataformas da pasta. O número de pessoas recuperadas tem crescido dia após dia devido aos esforços que o Governo do Brasil tem empenhado em auxiliar estados e municípios a prepararem suas estruturas de saúde. O objetivo é fortalecer a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) com recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), aporte de recursos, envio de insumos, medicamentos, testes diagnósticos e habilitação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para casos graves e gravíssimos, melhorando a capacidade de atendimento e resposta às demandas da população. A publicação das informações reforça o compromisso do Ministério da Saúde com a total transparência e o compromisso com a sociedade, buscando sempre alinhamento e pactuação com estados e municípios na tomada de decisões para cuidar da saúde de toda a população. Atualmente, o Brasil tem 772.416 casos confirmados e 407.341 pacientes estão em acompanhamento médico. Nas últimas 24h, foram confirmados 32.913 casos novos da doença. Em relação aos óbitos, são 39.680 confirmações até o momento. Nas últimas 24h, foram registrados 1.274 casos nos sistemas oficiais do Governo do Brasil, sendo que a maior parte aconteceu em outros dias. Do total, 415 óbitos foram confirmados nos últimos três dias e outros 3.608 casos seguem em investigação. (Vinny Publicidade com foto - Ilustrativa).

quarta-feira, 3 de junho de 2020

Vacina contra a Covid-19 será testada em 2 mil pessoas no Brasil

Vacina contra a Covid-19
Dois mil brasileiros participarão dos testes para vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford. A estratégia faz parte de um plano de desenvolvimento global, e o Brasil será o primeiro país fora do Reino Unido a começar a testar a eficácia da imunização contra o Sars CoV-2. O procedimento foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com o apoio do Ministério da Saúde. Em São Paulo, os testes serão feitos em mil voluntários e conduzidos pelo Centro de Referência para Imunológicos Especiais (Crie) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). A Fundação Lemann está financiando a estrutura médica e os equipamentos da operação. Os voluntários serão pessoas na linha de frente do combate ao coronavírus, com uma chance maior de exposição ao Sars CoV-2. Eles também não podem ter sido infectados em outra ocasião. Os resultados serão importantes para conhecer a segurança da vacina. (Vinny Publicidade com foto - Ilustrativa).

Covid-19: Brasil ingressa em consórcio global para produzir vacina

Produzir vacina
O governo federal anunciou, na terça-feira (02/06), a participação do Brasil no projeto Acelerador de Vacina (ACT Accelerator), iniciativa internacional para produção de vacina, medicamentos e diagnósticos contra o novo coronavírus. O projeto conta com a adesão de mais de 44 países, empresas e entidades internacionais, incluindo a Organização Mundial de Saúde (OMS). "Decidimos que o Brasil vai entrar no chamado acelerador de vacinas, que é um projeto aí de vários países e empresas privadas que estão buscando investir e trabalhar em conjunto para o desenvolvimento de uma vacina para o Covid-19", informou o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, após participar de uma reunião, no Palácio do Planalto, para encaminhar a adesão do Brasil. Também participaram da reunião, que foi coordenada pelo ministro da Casa Civil, Braga Netto; o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes; o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello e o secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa. Marcos Pontes destacou a competência internacionalmente reconhecida do Brasil no desenvolvimento e produção de vacinas e a qualificação dos pesquisadores brasileiros. Segundo ele, a expectativa é de que o país, participando dessa iniciativa, possa ter acesso mais rápido à futura vacina contra o vírus. "O Brasil é um país que tem uma competência no desenvolvimento de vacinas, a capacidade de nosso pesquisadores e cientistas é reconhecida internacionalmente, assim como a capacidade produção de vacinas", explicou. O governo infirmou que a Bio-Manguinhos, unidade produtora de imunobiológicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), é uma das instituições com capacidade de produzir a vacina no futuro. Além de participar do acelerador de vacina, o ministro Ernesto Araújo informou que o país também estabelecerá cooperação bilateral com outros países que desenvolvem estudo na área. (Vinny Publicidade com foto - Dado Ruvic e informações são da Agência Brasil).

sexta-feira, 22 de maio de 2020

Brasil ganha reforço de mais 202 leitos de UTI voltados para Coronavírus

Leitos de UTI
As unidades de saúde ganharam mais um reforço na assistência, infraestrutura e investimento para melhorar o atendimento aos pacientes graves ou críticos do coronavírus. Nesta quinta-feira (21) o Ministério da Saúde habilitou mais 202 leitos de UTI voltados exclusivamente para essas pessoas, sendo 6 deles de UTI pediátrica. Para essas novas habilitações, a pasta investiu mais R$ 29 milhões, pagos em parcela única aos estados e municípios, para custeio dos novos leitos para os próximos 90 dias. As portarias que liberam e garantem os recursos já estão disponíveis no Diário Oficial da União (DOU). Ao todo, as populações de cinco estados foram contempladas com as novas habilitações: Bahia (21), Minas Gerais (20), Mato Grosso do Sul (10), Rio de Janeiro (26) e Santa Catarina (125). Em uma semana, o Ministério da Saúde habilitou 2.554 novos leitos de UTI em todo o Brasil. Com isso, desde o início de abril, quando o Governo do Brasil começou com os processos de habilitação, já são 6.344 leitos de UTI em todo o Brasil, sendo 231 de UTI pediátrica. Para essa finalidade, a pasta já investiu R$ 911,4 milhões. Todos os valores foram pagos em parcela única aos estados e municípios. O gestor recebe o recurso mesmo que o leito não seja utilizado. O pedido de habilitação para o custeio dos leitos Covid-19 é feito pelas secretarias estaduais ou municipais de saúde, que garantem a estrutura necessária para o funcionamento dos leitos. O Ministério da Saúde, por sua vez, garante o repasse de recursos destinados à manutenção dos serviços. No início de abril o Ministério da Saúde publicou a Portaria nº 568, que dobrou o valor do custeio diário dos leitos UTI Adulto e Pediátrico de R$ 800 para R$ 1,6 mil, em caráter excepcional, exclusivamente para o atendimento dos pacientes com coronavírus. Com isso, esses leitos habilitados temporariamente já começam a receber o valor diferenciado do incentivo. Outros pedidos estão em análise pela pasta. (Vinny Publicidade com foto - divulgação - Ministério da Saúde).

quinta-feira, 21 de maio de 2020

125.960 pessoas estão recuperadas de Covid-19 no Brasil

Recuperadas de Covid-19 no Brasil
O número de recuperados do coronavírus no Brasil cresce a cada dia. Nesta quinta-feira (21/05), o Ministério da Saúde confirmou que 125.960 pessoas já se curaram da doença, número que representa 40,6% do total de casos atualmente (310.087). Outros 164.080 pacientes estão em acompanhamento médico. As informações foram atualizadas até as 19h pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todo o país. O Governo do Brasil, junto às secretarias de saúde estaduais e municipais, está cuidando de todos. São investimentos constantes em ações e serviços, aquisição de insumos, respiradores, equipamentos e EPIS, além da habilitação de leitos de UTI. Nesta quinta-feira (21), a pasta habilitou mais 202 leitos de UTI exclusivos para pacientes graves ou gravíssimos da doença. Somente na última semana foram 2.554 habilitações. Cada leito recebe o dobro do valor por diária de internação. Desde abril, já foram 6.344 habilitações, com repasses federais de R$ 911,4 milhões, pagos em parcela única, aos estados e municípios. A pasta também tem liberado recursos para auxiliar estados e municípios a enfrentarem a pandemia, com o intuito de garantir a estrutura necessária ao atendimento dos pacientes. Até o momento, o país registra 18.508 óbitos, sendo que 1.188 foram registrados nos sistemas de informação oficiais do Ministério da Saúde nas últimas 24h, apesar de a maioria ter acontecido em outros dias. Isso porque as notificações ocorrem apenas após a conclusão da investigação dos motivos das mortes. Desse total, 311 mortes ocorreram, de fato, nos últimos três dias e outras 3.534 estão em investigação. (Vinny Publicidade com foto - divulgação).

sexta-feira, 8 de maio de 2020

Mortes pela Covid-19 passam de 9 mil e mais de 135 mil pessoas estão infectadas no Brasil

Infectadas no Brasil
No Brasil, a quantidade de pessoas infectadas com o Novo Coronavírus (Covid-19) aumentou. Nesta quinta-feira (07), os números oficiais divulgados pelo Ministério da Saúde, confirmaram 135.106 pessoas registradas com a Covid-19. Além disso, o número de mortes também aumentou e o país chegou ao número de 9.146 óbitos. Os dados do Ministério da Saúde são feitos com base nos números registrados pelos estados e municípios e enviados ao órgão federal. Segundo a atualização dos casos de coronavírus no Brasil, o estado de São Paulo permanece como o mais afetado pela doença, registrando mais de 39 mil casos. O Rio de Janeiro fica em segundo com mais de 14 mil infectados; seguido por Ceará, com mais de 13 mil e Pernambuco que soma mais de 10 mil casos. Os estados do país com menor registro da Covid-19 são Mato Grosso com 417 pessoas infectadas e Mato Grosso do Sul com 311 pacientes. (Vinny Publicidade com foto - divulgação).

quarta-feira, 22 de abril de 2020

Brasil tem 2.906 mortes e 45.757 casos de coronavírus, diz ministério

Brasil tem 2.906 mortes
O Ministério da Saúde divulgou na tarde desta quarta-feira, (22/04), novo balanço sobre os casos de coronavírus no Brasil. Segundo a pasta, o país registrou 2.906 mortes e 45.757 casos confirmados da doença. A taxa de letalidade — que compara os casos já confirmados no Brasil com a incidência de mortes — é de 6,4%. O anúncio, entretanto, não significa necessariamente que 165 pessoas morreram nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, o Ministério da Saúde tem somado ao balanço diário mortes ocorridas dias atrás, somado às mortes de Covid-19 do dia. (Foto/arte: Vinícius Silva/Vinny Publicidade).

quinta-feira, 2 de abril de 2020

Avanço do coronavírus ameaça colheita de café no Brasil

Colheita de café no Brasil
A disseminação do Coronavírus no Brasil tem causado uma preocupação especial entre os produtores de café no país, cuja safra 2019/20 encontra-se nos momentos finais de desenvolvimento. Além da queda pontual na demanda devido ao fechamento de bares e restaurantes nas últimas semanas, o setor teme que a expansão da doença afete a colheita, que ocorre justamente nos meses para os quais é esperado o pico de contaminações: abril e maio. O banco divulgou relatório sobre os impactos do coronavírus no agronegócio brasileiro no qual destaca o risco de atraso na colheita deste ano caso a doença atinja regiões cafeicultoras com menor mecanização. Regiões de risco Entre as áreas com maior uso de mão de obra na colheita e, portanto, mais expostas a uma possível contaminação, o Rabobank destaca o sul de Minas Gerais, São Paulo, sul do Espírito Santo e outras regiões produtoras de grãos robusta. Medidas de segurança Diante desse cenário, os produtores têm adotado medidas para evitar possíveis casos, como a distribuição de cartilhas e a redução do número de trabalhadores nas lavouras. Em uma publicação com orientações para prevenir a doença, a Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (FAEMG) aconselha a redução da circulação nas propriedades rurais e a higienização de implementos agrícolas, o que inclui tratores e colheitadeiras. Entre os efeitos sobre as atividades em campo, Barabach acredita que as medidas de contenção, como a redução no número de trabalhadores, gere um menor ritmo de colheita este ano. Isolamento natural Segunda maior cooperativa de café do país e com operação nas cinco regiões do Sul de Minas, a Minasul espera iniciar sua colheita na primeira quinzena de maio e já tem percebido um aumento na procura por trabalho nas lavouras. Magalhães ressalta que, apesar do estado de alerta entre os cooperados, a covid-19 ainda não representa um problema no campo. (Vinny Publicidade com informações do Globo Rural).

segunda-feira, 23 de março de 2020

Coronavírus: Brasil tem 34 mortes e 1.891 casos confirmados, diz Ministério da Saúde

Mortes por Coronavírus
O total de casos confirmados de novo coronavírus (Sars-Cov-2) subiu para 1.891 nesta segunda-feira (23/03), segundo balanço do Ministério da Saúde. O número de mortes também aumentou para 34 mortes. O novo número de casos representa um aumento de 22% em relação aos 1.546 casos anunciados até domingo (22). No caso das mortes, o crescimento foi de 36%. Entre os pacientes que morreram em consequência da doença Covid-19, 30 estavam no estado de São Paulo e quatro no Rio de Janeiro. “Atualmente, todos os estados do país registram casos da doença, mas nem todas as regiões apresentam o mesmo nível de transmissão. A região norte, por exemplo, tem 3,1% do total de casos do Brasil. Na outra ponta, a região Sudeste representa o maior percentual, na ordem de 60%.” – Ministério da Saúde, em nota.
63 pacientes com Coronavírus na Bahia
A Bahia totaliza 63 pacientes confirmados com coronavírus, 725 foram descartados e não há óbitos registrados. Todos os casos foram importados ou de transmissão local. Os municípios com casos positivos são estes: Salvador (37), sendo que um caso é importado, visto que o paciente reside na cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte; Porto Seguro (8); Feira de Santana (6); Lauro de Freitas (3); Prado (2); Itabuna (1); Camaçari (1); Barreiras (1); Conceição do Jacuípe (1); Juazeiro (1); Jequié (1 – caso importado de São Paulo); Brumado (1 – caso importado de Belo Horizonte). (Vinny Publicidade com fotos - reprodução G1/BA).

domingo, 22 de março de 2020

Bahia confirma 55 casos de Covid-19; Brasil já registra 25 mortes pela doença

Brasil já registra 25 mortes
Seis novos casos de coronavírus (Covid-19) foram confirmados na Bahia na tarde deste domingo (22/03). Destes, cinco foram diagnosticados pelo Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) e um caso por um laboratório privado da capital baiana. Com estes casos, a Bahia totaliza 55 pacientes confirmados com coronavírus, 601 foram descartados e não há óbitos registrados. Todos os casos foram importados ou de transmissão local. Os municípios com casos positivos são estes: Salvador (33), sendo que um caso é importado, visto que o paciente reside na cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte; Porto Seguro (7); Feira de Santana (6); Lauro de Freitas (3); Prado (2); Itabuna (1); Camaçari (1); Barreiras (1); e Conceição do Jacuípe (1). Novo Coronavírus (Covid-19) no Brasil O Brasil tem 1.546 casos confirmados de novo coronavírus e 25 mortes até este domingo (22), diz o ministério da Saúde. Foram relatados 418 casos a mais em relação ao balanço anterior, de sábado, um aumento de 37%. E 7 mortes foram contabilizadas nas últimas 24 horas. Todas elas aconteceram em São Paulo, que agora soma 22 mortes. E também é o local com maior número de casos, com 631 - até sábado eram 459. A taxa de letalidade da doença continua a mesma de sábado: 1,6%, segundo o governo federal. O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, deu mais detalhes sobre os novos testes rápidos que chegarão nas próximas semanas. Ele afirmou que são produzidos por uma empresa chinesa e é aprovado por agências reguladoras da China e pela Comissão Europeia. Oliveira reafirmou o que disse no sábado (21): que os profissionais de saúde terão prioridade de ser testados com esses novos kits, que dão os resultados em minutos. (Foto/arte: Vinícius Silva/Vinny Publicidade).

quarta-feira, 18 de março de 2020

Brasil suspende visitação a todos os Parques Nacionais

Brasil suspende visitação
O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) divulgou nota sobre a suspensão da visitação a todas as unidades de conservação federais do Brasil. A visitação está suspensa pelo período de uma semana, a partir de terça-feira (17/03), podendo a medida ser prorrogada: “Considerando a classificação da situação mundial do novo coronavírus (COVID-19), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), autarquia vinculada ao Ministério do Meio Ambiente, suspende, por determinação do Presidente da República, a visitação pública em todas as unidades de conservação federais pelo período de uma semana, a contar da presente data, podendo haver prorrogação. A medida atende as orientações do Ministério da Saúde e visa contribuir para a segurança da população neste momento em que é necessário evitar aglomerações.” (Vinny Publicidade com foto - divulgação).

Primeira vítima letal pelo coronavírus no Brasil é natural da Chapada Diamantina

Primeira vítima letal pelo coronavírus
Um homem de 62 anos, que estava internado em um hospital particular de São Paulo, morreu infectado pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2), segundo informou o governo estadual nesta terça-feira (17/03). A vítima, que morava no Paraíso, na Zona Sul de São Paulo, nasceu na Capoeira, povoado de Jussiape, região da Chapada Diamantina, e deixa família na capital paulista e outros parentes no município do interior da Bahia, informou uma fonte ligada à família da vítima. Ele tinha histórico de diabetes e hipertensão, além de hiperplasia prostática — um aumento benigno da próstata que não é uma doença, mas uma condição comum em homens mais velhos e que pode causar infecções urinárias. Segundo o infectologista David Uip, coordenador do Centro de Contingência para o coronavírus no estado de São Paulo, a vítima teve os primeiros sintomas da doença no dia 10 de março, sendo internada quatro dias depois, dia 14, e morrendo às 11h desta segunda-feira (16). Segundo familiares, seu quadro foi agravado por uma pneumonia repentina. Ele morreu vítima do coronavírus, segundo atestou exame divulgado. O enterro foi nesta manhã, na Zona Sul de São Paulo. O secretário estadual da Saúde, José Henrique Germann, informou que o homem não tinha histórico de viagens ao exterior e está sendo tratado como caso de transmissão comunitária do vírus. “Infelizmente o ocorrido foi o primeiro óbito aqui. Um homem morador de São Paulo internado num hospital privado e o diagnóstico de coronavírus foi feito também por um laboratório privado. Ele veio a óbito ontem 16h03 e não tem histórico. Fomos informados oficialmente hoje às 10h. Existem quatro outros óbitos neste mesmo serviço particular que estão sendo investigados. Assim que tivermos informações sendo ou não coronavírus vamos informá-los”, afirmou David Uip. “Temos que repensar cada vez mais as medidas de prevenção, principalmente por se tratar de um óbito comunitário”, declarou o secretário. Para o infectologista David Uip, a morte desse primeiro paciente está levando as autoridades paulistas a rever os entendimentos sobre os períodos de evolução da doença nos pacientes graves. Nesta manhã, no momento em que a morte foi anunciada pelo governo de São Paulo, havia 314 casos da doença causada pelo vírus em todo o Brasil, confirmados pelas secretarias de Saúde dos estados. Boletim do Ministério da Saúde desta segunda-feira (11) confirmava 234 casos. A Secretária Estadual de Saúde afirma que 164 casos da doença em São Paulo já foram confirmados até esta terça-feira (17). Pelo menos 156 pacientes infectados pelo Covid-19 estão na capital paulista e os demais em oito municípios da Grande São Paulo. “Foi uma evolução rápida, da internação ao óbito. O caso desse paciente está fazendo a gente entender como se comporta a doença. Nós imaginávamos que o período de encubação da doença era de até 14 dias, mas a média está sendo de 6 a 8 dias até a doença se manifestar. Vamos inclusive sugerir ao Ministério da Saúde que diminua o tempo de quarentena de até 14 dias para dez”, disse Davi Uip. (Foto/arte: Vinícius Silva/Vinny Publicidade com informações do G1 e Jussi Up).

quarta-feira, 4 de março de 2020

Brasil tem 3 casos confirmados e 531 casos suspeitos de novo coronavírus

Brasil tem 3 casos confirmados
O Ministério da Saúde confirmou nesta quarta-feira (04/03) o terceiro paciente com coronavírus no país, que também mora em São Paulo. O homem tem 46 anos, é de nacionalidade Colombiana, mora em São Paulo e foi atendido hoje no hospital Albert Einstein. O paciente apresentou sintomas de tosse seca e dificuldade de respirar. Administrador de empresas, ele viajou recentemente para Espanha, Itália, Áustria e Alemanha. “Ele está clinicamente bem. Já foi levantado em qual voo estava, e as pessoas próximas já foram notificadas e serão monitoradas”, explicou o ministro Luiz Mandetta, em coletiva de imprensa. A pasta investiga, ainda, um quarto possível caso da doença, em uma adolescente de 13 anos, que foi atendida no hospital Beneficência Portuguesa. O primeiro teste já deu positivo, mas exames de contraprova estão sendo realizados para confirmar a amostra. A menina deve ficar em isolamento domiciliar, uma vez que por enquanto ela está assintomática. “É um ponto fora da curva para nós”, afirmou o ministro. De acordo com Mandetta, ela esteve em Milão e depois na região de Dolomitas, na Itália, onde visitou um hospital por causa de uma lesão no joelho. Segundo novo balanço divulgado nesta tarde, o número atualizado da doença está em 531 casos suspeitos, 3 confirmados e 315 descartados. Além do novo paciente, há mais dois casos confirmados em SP: um homem de 61 anos e outro de 32. Todos os casos são importados, ou seja, foram trazidos de fora para dentro do Brasil. Não há ainda caso de contaminação dentro do país. Segundo o ministério, eles não apresentaram problemas de saúde ou complicações decorrentes da doença, nem foram registrados sinais ou sintomas em pessoas próximas. (Vinny Publicidade com foto - reprodução - Daniel Teixeira/Estadão Conteúdo).

sábado, 29 de fevereiro de 2020

Segundo caso de coronavírus no Brasil é confirmado em São Paulo

Segundo caso de coronavírus no Brasil
O segundo caso confirmado do novo coronavírus no Brasil foi confirmado pelo Ministério da Saúde, neste sábado (29/02) e foi notificado pela Secretaria de Saúde de São Paulo. De acordo com o ministério, o paciente esteve na Itália e não há evidências de circulação dentro do Brasil de Covid-19 — nome da doença causada pelo novo coronavírus. Assim como no primeiro caso, o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, fez os exames no paciente que confirmaram a infecção pelo novo coronavírus. O procedimento foi feito ainda na sexta-feira (28), e o resultado saiu um dia depois. A pasta ainda não informou em que cidade mora esse paciente, nem sua idade ou se é homem ou mulher. Mais informações sobre o caso serão consolidadas pelo ministério, em conjunto com a secretaria, e divulgadas neste sábado. O primeiro caso de novo coronavírus no Brasil foi confirmado na quarta-feira (26). De acordo com o Ministério da Saúde, trata-se de um homem que também é São Paulo e veio da Itália. O paciente, de 61 anos, foi o primeiro caso da doença no país e em toda a América Latina. Ele está em quarentena domiciliar. (Vinny Publicidade com informações do Portal G1).

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

Homem que veio da Itália é o primeiro caso de coronavírus no Brasil

Primeiro caso de coronavírus no Brasil
Um homem de 61 anos é o primeiro caso de infecção por coronavírus no Brasil. Ele chegou da Itália no último dia 21 e esteve na Lombardia, a trabalho, entre os dias 9 e 21 de fevereiro, região mais afetada pelo contágio. Ele deu entrada dia 25 no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, com sintomas de ter sido afetado pela Covid-19 — febre, tosse seca, dor de garganta e coriza. Depois de os primeiros exames, que constararam a contaminação, a suspeita foi confirmada por uma contraprova feita à noite. Os demais passageiros que estavam no voo que veio da Itália, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), serão procurados para que se submetam a exames. O Ministério da Saúde divulga nesta quarta-feira (26/2) um esquema para evitar a disseminação do vírus pelopaís. Ontem, em nota, salientou que o hospital “adotou todas as medidas preventivas para transmissão por gotículas, coletou amostras e realizou testes para vírus respiratórios comuns e o exame específico para SARS-CoV2, conforme preconizado pela Organização Mundial de Saúde”. Ainda segundo a nota do ministério, “com resultados preliminares realizados pela unidade de saúde e de acordo com o Plano de Contingência Nacional, o hospital enviou a amostra para o laboratório de referência nacional, Instituto Adolfo Lutz, para contraprova. Todas as ações e medidas seguidas estão de acordo com os protocolos do Ministério da Saúde e da OMS e diariamente atualizações são informadas em coletivas e boletins epidemiológicos”. Segundo o Albert Einstein, o paciente não precisará de internação, mas deverá ficar isolado. Pela primeira vez, a Itália é investigada como difusora do coronavírus. O país, que já tem 322 casos confirmados de infecção, figura no rol daqueles que demandam atenção, assim como Austrália, China, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Camboja, Filipinas, Japão, Malásia, Vietnã, Cingapura, Tailândia, Alemanha, França, Irã e Emirados Árabes. O Brasil recebeu pelo menos 5,3 mil voos, no ano passado, desses países. O número de passageiros que vieram de Itália, França Alemanha e Emirados Árabes soma 1,3 milhão de pessoas, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Depois da notícia, o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, compartilhou no Twitter a nota do ministério e escreveu: “Estamos atentos”. (Vinny Publicidade com informações do Correio Braziliense).

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2020

Evangélicos devem ultrapassar Católicos no Brasil a partir de 2032

Evangélicos e Católicos no Brasil
A população que se declara evangélica deve ultrapassar pela primeira vez o total de católicos no país a partir de 2032, quando o número absoluto de seguidores de cada uma das duas religiões deve ficar em torno de 90 milhões – de acordo com os últimos dados oficiais, há aproximadamente 22 milhões de evangélicos (22% do total) contra 125 milhões de adeptos do catolicismo (64%). De acordo com a Veja, os números constam em estudo do demógrafo José Eustáquio Alves, professor aposentado da Escola Nacional de Ciências Estatísticas do IBGE. Segundo o especialista, o número de brasileiros adeptos da religião evangélica cresce em média 0,8% ao ano desde 2010, enquanto a quantidade de católicos diminui 1,2% no mesmo período. Com isso, a progressão geométrica aponta para que cada uma das duas religiões correspondam a cerca de 40% da população em 2032. Se a curva se mantiver, a partir daquele ano, portanto, os evangélicos devem se tornar maioria no país. A alteração mais emblemática no quadro religioso do Brasil, porém, deve ser confirmada em 2022, quando há previsão de os católicos representarem, pela primeira vez, menos de 50% da população. (Vinny Publicidade com foto - divulgação).

domingo, 2 de fevereiro de 2020

Brasil registra 16 casos suspeitos de coronavírus, diz Ministério da Saúde

Coronavírus
O Ministério da Saúde atualizou em 16 o número de casos considerados suspeitos de coronavírus no país. Segundo balanço divulgado às 12h deste sábado (01/02), já foram descartados outros dez casos. A unidade federativa que apresenta maior número de casos suspeitos é São Paulo, com 8 ocorrências. Duas suspeitas já foram descartadas no estado. O Rio Grande do Sul registra, neste momento, 4 casos suspeitos; outros três já foram descartados. Em Santa Catarina, até o momento, já foram levantadas 2 suspeitas; dois outros casos foram descartados. A lista inclui ainda o Paraná e o Ceará, com um caso suspeito em cada. (Vinny Publicidade com foto - divulgação).

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Ciclone promete chuva forte no Brasil a partir desta quarta-feira

Chuva forte no Brasil
Próximo à costa do Brasil, na altura do Espírito Santo e do sul da Bahia, há uma região de baixa pressão que deve ganhar intensidade a partir da tarde desta quarta-feira (22). Com isso, um ciclone de características subtropicais denominado “Kurumí” deve se formar a partir de quinta-feira (23), trazendo muita chuva. Segundo informações do GloboRural, a formação do ciclone ocorrerá em alto mar, entre Espírito Santo e Rio de Janeiro, próximo à costa. Com isso, haverá impactos ao longo do litoral brasileiro, e o mar se manterá extremamente agitado desde Santa Catarina até a Bahia.
Todo o Centro-Norte do país deve receber chuva intensa a partir da tarde desta quarta-feira (22), com potencial para alagamentos, inundações e enxurradas. “Destaque para Minas Gerais, Espírito Santo e sul da Bahia, onde são esperados os maiores volumes”, alerta Marco Antônio dos Santos, agro-meteorologista da Rural Clima. Também haverá impacto na Região Sul. A faixa leste, que vai do norte do Rio Grande do Sul até o norte de Santa Catarina, deve registrar altos volumes de precipitação e riscos de transtornos já a partir da tarde desta quarta-feira (22). (Vinny Publicidade com foto - divulgação).

sábado, 7 de dezembro de 2019

Brasil bate recorde e é o principal exportador de carne bovina do mundo

Exportador de carne
As exportações de carne bovina brasileira atingiram um novo recorde histórico em 2018. Com o resultado, o país se consolidou como principal exportador do mundo. O setor comemora o recorde de exportações de carne bovina; 30% do que se produz no país vai para o mercado externo. De acordo com o consultor de mercado da FC Stone Caio Toledo, ser o principal exportador é extremamente positivo para o Brasil, que deve se consolidar ainda mais. (Vinny Publicidade com foto - reprodução/Canal Rural).

Postagens mais visitadas

VINNY PUBLICIDADE © 2013 - 2020. Todos os direitos reservados.
Criado por: Vinícius Silva/Vinny Publicidade.
Tecnologia do Blogger.
Contato: 77 991100514.
imagem-logo