Homem suspeito de matar pediatra dentro de clínica na Bahia é preso

Homem suspeito de matar pediatra dentro de clínica na Bahia é preso
Um homem suspeito de matar o médico Júlio César de Queiroz Teixeira, 44 anos, dentro da clínica onde ele trabalhava, e o cúmplice que o levou ao local foram presos na tarde desta segunda-feira (27), na cidade de Barra, no Oeste da Bahia. A informação foi divulgada pelo delegado do município, Jenivaldo Rodrigues, responsável pelas investigações do crime.
Segundo o delegado, a primeira prisão aconteceu por volta das 15h desta segunda. Inicialmente Jenivaldo Rodrigues informou que o cúmplice que levou o atirador ao local em uma moto e auxiliou na fuga no mesmo veículo tinha sido preso.
No entanto, o delegado voltou atrás e revelou que, na verdade, o homem foi localizado no Tocantins. A moto dele foi apreendida nesta segunda, em Barra.
No sábado (25), a Polícia Civil afirmou que apura se o pediatra foi assassinado após alertar uma família sobre uma criança atendida por ele, que apresentou sinais de abuso sexual. O caso teria ocorrido no ano de 2016, no município de Buritirama, que fica na mesma região.
O delegado Jenivaldo Rodrigues disse que foi informado sobre a situação pela família do pediatra. O irmão dele, Lula Teixeira, também falou sobe o caso com a reportagem do g1, na sexta-feira (24). A partir disso, a polícia vai investigar se a morte foi causada por vingança.
De acordo com Teixeira, a esposa do médico trabalha como enfermeira e atuava em parceria com o marido durante os atendimentos. Ela presenciou o crime, que ocorreu no momento em que Júlio César fazia o segundo atendimento do dia.
Além da mulher, dois funcionários e uma criança, que estava acompanhada por responsável, presenciaram o assassinato. A polícia não informou se as testemunhas já prestaram depoimento.
Investigações
O médico pediatra foi morto dentro do consultório que ele prestava atendimento, em uma clínica particular da cidade de Barra, oeste da Bahia. O crime aconteceu na manhã de quinta-feira (23).
Segundo a polícia, o pediatra foi atingido por quatro tiros, um deles na cabeça. Ele chegou a ser socorrido por outros funcionários da clínica e foi levado para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos.
Dois homens são suspeitos de participação no crime. Um é o atirador, que invadiu o local, e o outro é o motociclista que levou o atirador ao local em uma moto e prestou fuga no mesmo veículo. Fonte - G1 Bahia.

Vinny Publicidade com foto - Reprodução/TV Oeste

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem