Pedro Barros conquista terceira prata do skate brasileiro em Tóquio

Pedro Barros conquista terceira prata do skate brasileiro em Tóquio
Esporte estreante em Jogos Olímpicos, o skate deu ao Brasil sua terceira medalha de prata em Tóquio. No início da tarde desta quinta-feira no Japão (madrugada no Brasil), no Ariake Sports Park Skateboarding, Pedro Barros terminou na segunda colocação na final do skate park. A segunda colocação na final do skate park fez o Brasil igualar o recorde de total de medalhas atingido nos Jogos Olímpicos Rio 2016: 19. Três pódios ainda precisam ser confirmados. Beatriz Ferreira, do boxe, está na final. Já Hebert Conceição está na semifinal e, mesmo se perder, garante um bronze. O futebol masculino também já se classificou para a disputa do ouro. “A gente se esforça, a vida é assim, temos que nos dedicar se queremos alguma coisa, nada vem fácil. Eu tive vivências maravilhosas a minha vida inteira, viajei muito, ando de skate diariamente, me divirto, vivo essa essência. Estou aqui como atleta olímpico, mas também como skateboarder, vivendo como um ser humano e colecionando experiências maravilhosas para a minha vida”, disse o skatista brasileiro, campeão mundial em 2018. Na final, Pedro Barros somou 86.14, ficando atrás do australiano Keegan Palmer, com  95.83. O bronze ficou com o americano Cory Juneau, com 84.13. Luiz Francisco terminou na quarta colocação, com 83.14, e Pedro Quintas foi o oitavo, com 38.47. As duas outras medalhas de prata do Brasil no skate foram conquistadas na modalidade street. Kelvin Hoefler e Rayssa Leal, a Fadinha, subiram no pódio. No skate park feminino, o país não conquistou medalha. Mais cedo, nas eliminatórias, Luiz Francisco, na terceira bateria, terminou na primeira colocação geral, com 84.31. Pedro Quintas competiu na segunda bateria e foi o terceiro colocado no geral, com 79.02. Pedro Barros foi o último brasileiro a se apresentar, na quarta bateria. Ele encerrou as eliminatórias na quarta posição geral, com 77.14. Dos 20 skatistas, somente os oito melhores juntando as quatro baterias passavam para a final. (Vinny Publicidade com foto - reprodução - Gaspar Nóbrega/COB).

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem