Ultimas

6/recent/ticker-posts

Anuncio top

Anuncios

Devido a pandemia, missa da 1ª festa no dia da Santa Dulce dos Pobres tem poucas pessoas

Devido a pandemia, missa da 1ª festa no dia da Santa Dulce dos Pobres tem poucas pessoas
Na manhã desta quinta-feira (13/08), foi realizada no Santuário localizado no Largo de Roma, em Salvador, a missa solene da primeira festa em honra à Santa Dulce dos Pobres. De acordo com informações do G1, este ano, por causa da pandemia da Covid-19, o templo religioso contou com poucas pessoas. Entre elas, o prefeito de Salvador, ACM Neto, a superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), Maria Rita Lopes Pontes, além de religiosos, alguns funcionários da Osid e a imprensa. A missa foi ministrada pelo novo arcebispo de Salvador, Dom Sérgio da Rocha, que pela primeira vez realizou uma celebração eucarística no Santuário de Dulce dos Pobres. Também participaram do momento eucarístico o reitor do santuário, o frei Giovanni Messias, e outros religiosos. A celebração começou por volta das 9h, como tinha sido previsto e anunciado pela Osid. No início da celebração eucarística, ocorreu a procissão de entrada e, logo em seguida, o cântico do Hino à Santa Dulce. Ao final da missa, uma mulher, vestida como hábito semelhante ao da santa, tocou no acordeom a canção "Alecrim Dourado", que Irmã Dulce gostava muito. Maria Rita, nome de batismo da santa, era uma admiradora da música e chegou a tocar acordeom. Irmã Dulce foi canonizada pela Igreja Católica em 2019, tornando-se a primeira santa do nosso tempo nascida no Brasil. Entretanto, desde que foi beatificada, em 2011, o dia de Irmã Dulce é celebrado em 13 de agosto. Isso porque foi em 13 de agosto de 1933 que ela recebeu o hábito de freira e adotou o nome pelo qual ficou conhecida. (Vinny Publicidade com foto - reprodução - Sérgio Pinheiro/TV Bahia).
Devido a pandemia, missa da 1ª festa no dia da Santa Dulce dos Pobres tem poucas pessoas