Cabeçalho

Destaque

terça-feira, 16 de abril de 2019

Diarista natural de Itaberaba e filho de 10 anos estão entre os mortos do desabamento no Rio

Desabamento no Rio Janeiro
A queda de dois prédios na Muzema, no Itanhangá, Zona Oeste do Rio de Janeiro, na manhã da última sexta-feira, 12 de abril de 2019, matou 11 pessoas e deixou pelo menos sete feridos. Até a tarde desta segunda-feira (15) o corpo de um menino permanecia no IML aguardando reconhecimento. Zenilda Bispo Amorim, 38 anos, e o filho dela Juan Amorim Rodrigues, 10 anos, foram encontrados praticamente ao mesmo tempo no sábado à noite. Ela era baiana, mas o filho nasceu no Rio. Eles foram enterrados no Cemitério do Caju, na Região Portuária do Rio. A diarista era natural de Itaberaba, na Chapada Diamantina - BA, mas, segundo informações de familiares, morava no Rio de Janeiro há mais de 20 anos. Ela deixa um filho de 15 anos que mora na Bahia com o ex-companheiro dela. Ela foi para a cidade para ficar com o ex-companheiro, que se mudou para procurar trabalho e acabou se firmando. O casal estava separado desde o ano passado. O ex-companheiro de Zenilda voltou para a Bahia com um dos filhos do casal, de 15 anos. Já Juan ficou com a mãe, na cidade onde nasceu. (Foto/arte: Vinny Publicidade).

Postagens mais visitadas

VINNY PUBLICIDADE © 2013 - 2019. Todos os direitos reservados.
Criado por: Vinícius Silva/Vinny Publicidade.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo