Cabeçalho

Destaque

domingo, 10 de março de 2019

Mulheres se destacam como protagonistas da agricultura familiar na Bahia

Mulheres na Agricultura
A mulher rural tem papel destacado na produção de alimentos, na gestão das unidades produtivas familiares, na garantia da soberania alimentar e na preservação da biodiversidade. Para incentivar e apoiar o protagonismo feminino no campo, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), tem dedicado atenção especial à mulher rural, ampliando o acesso às políticas públicas. No Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR/SDR), dos 32.282 beneficiários, mais 17 mil são mulheres, o que representa quase 55% do público. Do total de 874 empreendimentos apoiados pelo projeto, 285 possuem mulheres como presidente, o que representa 32,61%. A Cooperativa Mista dos Pequenos Cafeicultores de Barra do Choça (Cooperbac), localizada no município de Barra do Choça, no sudoeste baiano, que tem como protagonista uma agricultora familiar, Joahra Oliveira, é um dos empreendimentos contemplados pelo Bahia Produtiva. A cooperativa está recebendo recursos do governo estadual da ordem de R$ 1,5 milhão, destinado à qualificação da produção de café de 155 agricultores familiares, que passarão a contar com estufas e despolpadores. A cooperativa também foi contemplada com a reestruturação da unidade agroindustrial. A presidente da Cooperbac destaca que a aplicação dos recursos resultará no desenvolvimento da linha de café gourmet e na qualificação da produção. “O Bahia Produtiva chega qualificando a produção do café e a gestão da agroindústria, trazendo tecnologia e equipamentos, que irão viabilizar a produção de uma matéria-prima de qualidade, possibilitando a ampliação do mercado, e, consequentemente, a renda dos agricultores de uma forma sustentável”, afirma Joahra Oliveira. O Bahia Produtiva, executado com recursos oriundos de acordo de empréstimo entre o Governo do Estado e Banco Mundial, vem promovendo a oferta de infraestrutura produtiva, apoio à gestão e acesso a mercado dos produtos da agricultura familiar. As ações incluem a implantação/qualificação de agroindústrias, sistemas de abastecimento de água, capacitação e apoio a projetos socioambientais, nos 27 Territórios de Identidade da Bahia.

Semiárido Outra mulher que se destaca na gestão de empreendimentos da agricultura familiar é Denise Cardoso, presidente da Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc), com sede no município de Uauá, no semiárido baiano. Com mais de 270 cooperados, a Coopercuc tem como principal atividade o beneficiamento de frutas típicas da caatinga, a exemplo do umbu. Nos últimos dois anos, a cooperativa recebeu cerca R$ 4 milhões do Governo do Estado, por meio do Pró-Semiárido, projeto executado pela CAR/SDR. Os recursos foram destinados à construção de uma agroindústria polivalente para o beneficiamento de frutas, que ampliou a capacidade de produção da cooperativa, saltando de 200 toneladas/ano, para 800 toneladas/ano. Denise Cardoso enfatiza que os investimentos são fundamentais para o fortalecimento da agroindústria: “O apoio impactou na melhoria da qualidade de vida dos agricultores familiares em todos os sentidos, não só pelo fato de gerarem trabalho e renda para as famílias, mas também na formação dos agricultores e no acesso deles a outras políticas públicas”. O Pró-Semiárido atende mulheres de 32 municípios do semiárido. Das 14.170 famílias beneficiadas, 8.320 são comandadas por mulheres, o que corresponde a 58,71%. O projeto possui 175 associações conveniadas, dessas, 68 são presididas por mulheres. Resultado de um acordo de empréstimo entre o Governo do Estado e o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA), ele atua na oferta de assistência técnica e extensão rural (Ater), organização comunitária, implantação e fortalecimento de agroindústrias, além do apoio à comercialização. Assistência técnica Por meio da Superintendência Técnica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater/SDR) e da CAR, mais de 45 mil mulheres recebem serviços de assistência técnica e extensão rural. As mulheres são maioria também no programa Garantia-Safra, que, na Bahia, é coordenado pela SDR e já soma 300 mil inscrições, sendo 60% de mulheres. (Vinny Publicidade com foto - divulgação).

Postagens mais visitadas

VINNY PUBLICIDADE © 2013 - 2019. Todos os direitos reservados.
Criado por: Vinícius Silva/Vinny Publicidade.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo