Cabeçalho

Destaque

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Barragens de Mucugê, Rio de Contas, Ibiassucê e Paramirim estão com estruturas comprometidas

Barragens com estruturas comprometidas
Especialistas se reuniram na terça-feira, 29 de janeiro de 2019, em Salvador, para discutir os riscos que as barragens baianas oferecem. O estado tem o maior número de equipamentos com estrutura comprometida do Brasil, segundo estudo divulgado pela Agência Nacional de Águas (ANA) em 2018. Das 45 barragens com problemas no país, 10 estão na Bahia. Todas são de água. De acordo com o G1, o encontro foi promovido pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-BA), após a tragédia em Brumadinho (MG). Os especialistas foram recebidos em um auditório, na Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (Ufba), no bairro da Federação. Entre os convidados, estavam representantes das empresas responsáveis pelas barragens em risco. Os equipamentos com problemas no estado são: Afligidos, na cidade de São Gonçalo dos Campos; Apertado, em Mucugê; Araci, em Araci; Cipó, em Mirante; Luiz Vieira, em Rio de Contas; RS1 e RS2, em Camaçari; Tabua II, em Ibiassucê; Zabumbão, em Paramirim; e Pinhões, em Juazeiro. Todas as 10 barragens são fiscalizadas pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema). Entre as irregularidades encontradas nos equipamentos, estão erosões, rachaduras, buracos, infiltrações, corrosão de tubulações, presença de vegetações, afundações e fissuras. (Vinny Publicidade com foto - Lay Amorim/Achei Sudoeste).

Postagens mais visitadas

VINNY PUBLICIDADE © 2013 - 2019. Todos os direitos reservados.
Criado por: Vinícius Silva/Vinny Publicidade.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo