Cabeçalho

Destaque

sábado, 16 de janeiro de 2016

Chapada: Por rede social, cunhada de croata sumido no Vale do Capão diz que ele fez contato

           (Foto: Reprodução/Facebook)
A cunhada do turista croata Sandro Pitcek, de 38 anos, que desapareceu na região do Vale do Capão, na Chapada Diamantina, em 25 de dezembro de 2015, postou neste sábado (16), em seu perfil em uma rede social, que o cunhado telefonou para os pais, na Croácia.
"Queridos irmãos, venho agora por meio deste primeiramente agradecer pelo apoio nessa corrente do bem e comunicar que Sandro deu notícias. Após 24 dias, ligou para sua familia na Croácia e disse que está bem, em alguma fazenda, mas sem internet. E encontra-se nervoso por toda publicidade que fizemos. Acontece que ele nunca respondeu nenhum email nem de sua mãe para dizer que está bem. Somente quando contatamos a Polícia Federal e a Interpol é que ele deu um parecer", escreveu Huija Olaran, irmã da esposa do croata.
A Polícia Federal (PF), entretanto, em contato com o G1, informou não ter recebido nenhuma informação sobre o aparecimeno de Sandro.
Em entrevista, Houija contou que a irmã e Sandro estão em processo de separação, e que ele andava nervoso por causa disso.
(Foto: Divulgação/PF)
Caso
O turista croata Sandro Pitcek desapareceu no dia 25 de dezembro de 2015, segundo comunicado divulgado na sexta-feira (15) pela Polícia Federal na Bahia (PF). Ele havia sido visto pela última vez na noite de Natal, quando estava no Vale do Capão, na região da Chapada Diamantina, junto com a companheira, que é brasileira, e a filha.
Desde então, Sandro não havia se comunicado mais com ninguém. Segundo informações da família à polícia, esse não é o comportamento normal do estrangeiro. Ele estava em posse de um veículo Renault Logan cinza escuro, que deveria ter sido devolvido à locadora no dia 9 de janeiro mas, até a manhã de sexta-feira, a devolução não havia acontecido.
Segundo a polícia, Sandro fala pouco português, mas conhece bem a região e costuma vir ao Brasil anualmente para passar alguns meses no Capão. A representanção da Interpol na Bahia disponibilizou os telefones (71) 3338-4589 / 4568 / 4550 e o e-mail interpol.srba@dpf.gov.br para quem tiver alguma informação sobre Sandro. (G1 Bahia).

Postagens mais visitadas

VINNY PUBLICIDADE © 2013 - 2019. Todos os direitos reservados.
Criado por: Vinícius Silva/Vinny Publicidade.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo