Cabeçalho

Destaque

sábado, 28 de novembro de 2015

Mais de 1,5 mil serão demitidos na Bahia após saída da Abengoa, diz Sintepav

O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada e Montagem Industrial do Estado da Bahia (Sintepav) entrou nesta quinta-feira (26) com pedido de mediação em caráter de urgência, junto ao Ministério Público do Trabalho – MPT, por conta  da demissão em massa de funcionários da Companhia espanhola Abengoa. A empresa atua em obras de energia renovável e infraestrutura no estado. De acordo com a entidade, cerca de 500 trabalhadores foram demitidos nas últimas semanas e a partir do final do mês os cortes afetarão mais de 1,5 mil pessoas somente na Bahia. Segundo o Sintepav, o Dow Jones Newswires informou que a companhia está encerrando as atividades no Brasil. Entre os contratos firmados com o governo federal está a renovação da rede de transmissão de energia do trecho Miracema (TO) até Sapeaçu, no Recôncavo baiano. A Abengoa é responsável pelo maior projeto de linhas de transmissão do Nordeste, sendo 900 quilômetros na Bahia. Ainda de acordo com o Sintepav, sofrerão com os cortes as cidades de Castro Alves , Sapeaçu, Riachão das Neves, Barreiras, Santana, Bom Jesus da Lapa, Igaporã, Livramento de Nossa Senhora, Ibicoara e Planaltino. Os fornecedores e prestadores dos estados de Goiás, Piauí, Tocantins e Bahia também se preocupam com os créditos junto à empresa, que pode alcançar, em alguns casos, R$ 1 milhão a receber. (Foto: Leandro Alves - Bahia 10).

Postagens mais visitadas

VINNY PUBLICIDADE © 2013 - 2019. Todos os direitos reservados.
Criado por: Vinícius Silva/Vinny Publicidade.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo